Entrar
Mudança de consumo pede por transformações estratégicas

Mudança de consumo pede por transformações estratégicas

30/06/2020 | Giovanna Cavalli

Estamos vivendo uma situação atípica: a pandemia se alastrou e obrigou o mundo a adotar medidas de isolamento social há cerca de três meses. Logo, as diversas formas de tentar conter a propagação do vírus promoveram grandes transformações, principalmente no consumo. Com isso, os negócios precisaram se adaptar o quanto antes para não sofrerem mais.  

Se adaptando ao cenário atual

Nesse sentido, os países retomarão a economia e a vida “normal” após o Covid-19 em velocidades diferentes. Bem como, a volta do nível do PIB registrado antes dessa situação, dificilmente acontecerá em 2021, por exemplo.  

A principal mudança esperada, a qual já teve início nesse período, está nos hábitos de compra dos brasileiros. Assim, diante da quarentena e a recomendação de ficar em casa o máximo possível, muitas pessoas aderiram às compras on-line. Por isso, vários segmentos tiveram de expandir a atuação na web, principalmente itens de supermercado e farmácias (e alguns não tão populares como moda e eletrodomésticos). 

Isso era “algo impensável há alguns anos. Já em 2020, muitos consumidores resolveram comprar ovos de Páscoa pelos canais virtuais. Percebemos em nossa base um aumento de 52% nas vendas digitais”, analisa Eduardo Fregonesi, CEO da Synapcom, empresa de gestão full service personalizada para e-commerces com soluções em operação, pagamentos, tecnologia e marketing.  

Assim, o universo digital surge como o principal meio de vendas e transações, dando continuidade ao comércio e negociações. “Quem não estava acostumado a utilizar mecanismos on-line e automatizar processos, se rendeu, pela praticidade e agilidade. Logo, acaba se identificando com esse ‘novo’ normal, mais econômico, flexível e moderno”, explica a gerente comercial da Assine Bem, Paula Sino. 

Modernize-se: use e abuse da tecnologia

Em vista disso, essa transformação tecnológica aumentou o campo de atuação comercial. “Muitos gestores e até pessoas físicas passaram a utilizar a assinatura digital, por exemplo. Com isso, o preconceito com o modelo ficou no passado e, atualmente, o processo automatizado é um aliado. Ou seja, aumenta a velocidade das transações, elimina etapas burocráticas, além de promover mais comodidade, segurança e sustentabilidade”, complementa Paula. 

Então, o pensamento estratégico e a utilização da high tech são essenciais. “É necessário se atentar para  satisfazer um consumidor cada vez mais digital, exigente e preocupado com a qualidade de vida. Logo, quanto mais cedo os empresários enxergaram esse momento de renovação, terão mais chances de se recuperarem e retomarem seus desempenhos no futuro”, finaliza o CEO.

Portanto, se deseja modernizar seu empreendimento, esteja atento aos desejos e necessidades do mercado. Conte com a Assine Bem para garantir a performance da sua companhia! Aproveite também e teste grátis a nossa plataforma de assinatura digital