Entrar
Quatro passos para digitalizar o RH da sua empresa

Quatro passos para digitalizar o RH da sua empresa

16/02/2021 | Giovanna Cavalli

Tornar digital as várias faces dos negócios tem levado as empresas a aumentarem a preocupação com o uso dos dados coletados. Cada vez mais, fica clara a importância de saber analisar as informações obtidas para rever processos, aumentar a eficiência operacional e chegar ao ponto de prever comportamentos para agir de maneira mais assertiva.

A revolução tecnológica chegou com tudo

Coletar, estudar e utilizar dados já são atividades e farão parte do dia a dia do departamento de Recursos Humanos. Rapidamente, chegaremos a um nível no qual as áreas de RH das empresas deixarão de ser operacionais, assumindo funções mais gerenciais. Além disso, se tornando preditivas e, por isso mesmo, estratégicas para o crescimento das transações.

Imagine analisar o comportamento dos membros do time e ser capaz de saber quais têm maior probabilidade de sair da companhia nos próximos 12 meses. Isso não é tão distante. Muito pelo contrário, o algoritmo do Facebook, por exemplo, é capaz de perceber quando um usuário está se desengajando da rede e, ao notar isso, modifica o conteúdo de sua timeline, envia pushes e mensagens para trazê-lo de volta. “Essa capacidade de prever o comportamento futuro já está presente nos programas de fidelidade mais sofisticados, entregando ofertas personalizadas. É questão de tempo para começar a ser usada para auxiliar a gestão de pessoas no universo corporativo”, analisa o CEO da Convenia, Marcelo Furtado. 

Para ele, a maioria absoluta das organizações não conseguiria utilizar esse tipo de solução, mesmo se ela já estivesse disponível. “Isso porque, antes de chegar a esse ponto, é preciso desenvolver a cultura institucional e as capacidades dos colaboradores para o uso de tecnologias. Um erro comum é encarar a high tech como um fim em si mesmo. O digital tem de ser um meio de fazer as coisas acontecerem”, complementa o CEO.

Nesse sentido, para essa modernização do RH, Furtado deu algumas dicas. Veja:

1 - Entenda o nível de maturidade atual

O ponto inicial é saber onde está. Qual é o nível atual de complexidade do RH e quais são seus desafios? A ideia é fazer um mapeamento e adaptar os passos seguintes. Nessa fase, é importante conhecer quais são os principais desafios da marca e como eles afetam o departamento. 

2 - Mude a mentalidade

O mundo digital possui um mindset baseado em processos ágeis, formação de times multidisciplinares (squads) e testes frequentes para encontrar soluções. Para ser digital, o RH precisa adotar a mentalidade de mudar métodos e transformar o cotidiano. “É necessário estar disposto a conviver com as dores desse aprendizado e ser capaz de sair do outro lado melhorado. A mentalidade do ‘não posso errar’ deve ser abandonada. Esses profissionais têm de estar dispostos a errar, na busca por formas melhores de atuar”, explica o dirigente.

3 - Defina as tecnologias a serem utilizadas

Um aspecto importante na adoção de qualquer tecnologia é a possibilidade de aproveitar essa implementação para alinhar a companhia às melhores práticas de mercado. Assim, ao tornar digital as metodologias de destaque e os softwares atuais praticamente realizam um trabalho de consultoria e isso permite ao RH reorganizar suas atividades, funções e sistemas. Além do mais, reduz-se a complexidade e os custos.

Para a gerente comercial da Assine Bem, Paula Sino, essas soluções auxiliam a eliminar diversas etapas burocráticas e ainda potencializam o lado sustentável e econômico da corporação. “Com a assinatura digital, por exemplo, além dos gestores ganharem velocidade, esse é um grande benefício até mesmo para a redução do aluguel de locais físicos. Afinal, organizações digitais demandam pouco espaço para a armazenagem de papel”, enfatiza.

Além do mais, os registros virtuais são garantias jurídicas para a instituição comprovar a ação de acordo com a legislação vigente. “Ou seja, esse gerenciamento também assegura a integridade da instituição. Isso, sim, é uma transformação digital assertiva”, finaliza Paula.

Portanto, não há tempo a perder! Busque e entenda a melhor maneira de automatizar sua companhia. Conte com a Assine Bem! Aproveite também e teste grátis a nossa plataforma de assinatura digital.