Entrar
Dicas para digitalizar seu RH

Dicas para digitalizar seu RH

03/06/2021 | Giovanna Cavalli

Gerar valor, em vez de apenas entregar atividades concluídas, robotizar rotinas operacionais longas, confiar nas ferramentas entendendo-as como aliadas e não ameaças, são alguns fatores a serem compreendidos na revolução digital. Para isso, é preciso envolver os colaboradores nos processos internos e, principalmente, na cultura da companhia. 

Existe uma essência inovadora?

Antes de tudo, é fundamental saber, claramente, qual é a meta da companhia, como se imagina no futuro, de forma objetiva e prática. Caso contrário, é possível  ir para qualquer lugar, mas isso é como depender da sorte. “Se a empresa não tem uma essência inovadora, nem quer desenvolvê-la, os esforços serão em vão. A tecnologia é uma aliada, mas utilizá-la sem planejamento e estratégia pode ser um prejuízo”, analisa a gerente comercial da Assine Bem, Paula Sino.

Para a head de produto da ROIT, Beatriz Baggio, a automação é uma tendência definitiva. “Estamos apenas no início de uma jornada, mas ela nunca mais vai terminar. Como RH, somos agentes de transformação. Confie, isso é incrível”, orienta. Com base nisso, a especialista  listou algumas dicas para os profissionais desse departamento começarem a digitalização propriamente dita. Veja:

1. Reflita sobre as atividades do setor: pense em como os afazeres são realizados, como estão distribuídas e quem são os envolvidos, além de quanto tempo levamos para realizar cada demanda. Ao analisar a tarefa é preciso responder às perguntas : “fazendo isso, estou agregando valor às pessoas e ao negócio? Eu posso deixar de fazê-las? Existe outra forma de executá-las?”.

2. Desapegue das rotinas: após o mapeamento, certamente você perceberá muitas rotinas operacionais sendo realizadas, algumas de valor, outras menos. Aqui vem outro conceito importante: a gestão digital. Para isso é preciso se desapegar de tarefas muito longas, necessárias, mas possíveis de realizar de forma automatizada. Dessa maneira, os colaboradores podem concentrar sua criatividade e força em tarefas mais produtivas e inovadoras.

Ou seja, eliminando a burocracia se agilizam projetos cotidianos. “Fazer a gestão de pessoal e, inclusive, de documentos de maneira on-line facilita muito, por exemplo. Além, é claro, de otimizar procedimentos, oferecer segurança e mobilidade, principalmente ao home office. Logo, transforma todo o controle interno da entidade”, expõe a gerente.

3. Confie nas ferramentas: plataformas com soluções integradas, como a própria Assine Bem, por exemplo, são medidas simples e estão bem próximas do dia a dia do profissional de RH. A automação e a confiança nesses recursos permitem a área assumir o papel digital.

4. Foque nas pessoas: abraçar a high tech não significa tirar os humanos do jogo. Na verdade, a gestão terá ainda mais tempo para se conectar às pessoas. Então, foque no desenvolvimento estratégico da organização e daqueles envolvidos nessa caminhada. O engajamento do time é a primeira grande conquista de uma estratégia de RH Digital bem planejada e implantada.

5. Use a inovação como estratégia central: em geral, a mecanização possibilita uma grande economia de tempo e recursos, otimização das rotinas, aumento da produtividade e mais eficiência na gestão. Logo, criar People Analytics (indicadores estratégicos de pessoas), por exemplo, é um poço de novas e infinitas fontes.

Portanto, a transformação dessa esfera e da corporação não é um objetivo a ser atingido, mas uma caminhada contínua. Continue acreditando nisso e fomente na instituição a transformação. Não há para onde fugir, pois a tecnologia veio para ficar! 

Conte com a Assine Bem para garantir a performance da sua corporação! Aproveite também e teste grátis a nossa plataforma de assinatura digital.