Entrar
Reconhecimento de firma no formato digital

Reconhecimento de firma no formato digital

23/02/2021 | Vinícius Lima

O reconhecimento de firma é um processo burocrático criado na era colonial para formalizar transações realizadas entre Portugal e Brasil. Desde então, poucas foram as mudanças em relação ao procedimento. Porém, com o advento da tecnologia, agilidade e praticidade foram adicionadas à ação. 

Por que isso ainda existe?

Paula Sino, gerente comercial da Assine Bem, explica porque esse recurso ainda existe. “Consiste em ter um terceiro validando a identidade de quem assina um contrato. Essa parte, por sua vez, deve ser idônea e imparcial. Dessa forma, foram criados os cartórios para validar as assinaturas em documentos mais sensíveis”, compartilha.  
 
Arquivos físicos não são práticos
 
Entretanto, o gerenciamento de arquivos físicos e impressões é um desafio em diversos contextos. Gastos vão desde os recursos como tinta para a impressora até o transporte e armazenamento da papelada. Esse fluxo pode ser intenso e utilizar a computação como aliada é uma excelente saída. 

Custos, procedimentos, exigências...

Afinal, Paula destaca como, para reconhecer firma, é necessário se deslocar até um cartório, enfrentar filas muitas vezes longas, levar sua identidade e assinar as folhas em frente ao escrivão. “Além disso, você precisará pagar por esse serviço. Em São Paulo, por exemplo, o valor gira em torno de R$ 15,00 por processo”, expõe. 
 
Transporte também é um empecilho
 
Após todas as etapas, ainda é necessário se deslocar até o destino do arquivo e entregá-lo fisicamente. “As vias devem ser divididas entre as partes e guardadas com cuidado”, alerta. Justamente por conta de todas essas fases complexas, essa ação se tornou um empecilho para a formalização de contratos. 
 
Alternativas podem auxiliar
 
Dessa maneira, a gerente alerta sobre uma mudança de comportamento de instituições e pessoas de todos segmentos. “Cada vez mais temos percebido transformações na realização de novos negócios. A tecnologia virou aliada nessa questão”, compartilha.  
 
Desde 2001 já é possível passar por essa etapa de forma digital, de acordo com a MP 2.200-2. “Essa medida ajuda as empresas a otimizarem rotinas para trazerem ainda mais segurança para os procedimentos corporativos. “Utilizando os serviços da Assine Bem, não se fará mais necessária a burocracia. Tudo é feito na tela do celular ou computador, em poucos cliques”, conclui. 
 
Quer saber mais? Então faça o teste gratuito em nossa plataforma!