Entrar
As tecnologias e humanização do RH

As tecnologias e humanização do RH

10/12/2020 | Lays Emily

A robotização, a incorporação da inteligência artificial e a presença digital para a gestão de recursos humanos permitem às empresas economizarem tempo e gastos. Nesse sentido, a assinatura digital surge como uma boa alternativa para otimizar a produtividade das instituições. Saiba mais! 
Cada vez mais, os trabalhadores têm sido movidos por fatores além de uma boa remuneração, não seria diferente com as mudanças no RH. Para Nilo Sergio Guidelli, professor do curso de Tecnologia em Gestão de RH da Uninove e consultor em gestão de pessoas, o já famoso “RH humanizado, hoje, não é uma área física, com colaboradores trabalhando para gerir um sistema apenas burocrático, mas, sim, uma proposta filosófica de como a corporação deveria encarar o empregado e o valor dele no processo”, afirma. 

Tecnologia e Humanização

Porém, você pode se questionar: qual a relação entre tecnologia e humanização desse setor? Para Paula Sino, gerente da Assine Bem, são assuntos correlacionais: "atualmente, temos acesso a diversas ferramentas e recursos e, por isso, precisamos saber como utilizá-los a nosso favor. A assinatura digital, por exemplo, surge como uma forma de tornar  processos de confirmação de contratos mais prática, rápida e eficiente, liberando tempo, esforços e mão de obra para se dedicar a decisões estratégicas e à capacitação continuada de seus funcionários”, explica. 

Paula comenta ainda como a Assine Bem surge como uma medida eficaz para os novos processos de admissão: “fica muito mais dinâmico. Com nossa plataforma, você pode criar, editar e enviar fichas de cadastros, contratos de trabalho, declarações para vale transporte, aceite de benefícios, descontos, entre outros. Tudo isso de forma virtual, sem a necessidade de impressão”, comenta. 

Após adquirir a facilidade da Assine Bem, os profissionais de RH, podem investir em novas posturas humanizadas dentro do setor. Pensando nisso, veja as dicas de Guidelli! 

Cada profissional é uma pessoa

Um departamento de Recursos Humanos com esse tipo de abordagem deve, em primeiro lugar, tratar cada profissional como uma pessoa e não apenas como uma “peça” a qual  compõe a engrenagem do empreendimento. “É preciso buscar formas de mapear cada membro do time para, então, oferecer desde um ambiente favorável ao seu bem-estar e produtividade, até benefícios capazes de integrar sua vida pessoal e em sua carreira”, comenta. 

Para Guidelli, o objetivo de um RH humanizado deve estar pautado em levar para dentro das organizações posturas mais empáticas e ajudar com a execução de projetos de vida. “Não à toa, as vantagens são muitas”, ressalta o professor. Dentre elas, destaca: 

  • Maior engajamento da equipe; 
  • Aumento da retenção e atração de talentos;
  • Diminuição de acidentes de trabalho e afastamentos por licença médica;
  • Aumento de produtividade;
  • Progresso na inovação;
  • Melhora da competitividade;
  • Manutenção da saúde mental de cada talento;
  • Aumento do número de funcionários mais felizes e realizados;
  • Promoção de um ambiente organizado e com clima agradável;
  • Conquista de melhores resultados. 

Por fim, o especialista orienta: “uma organização capaz de saber se comunicar consegue transmitir suas mensagens com clareza. Por isso, cabe ao RH tornar essa comunicação simples, direta e transparente para melhorar o clima interno e os resultados alcançados.” Conte com a Assine Bem! Aproveite também e teste grátis a nossa plataforma de assinatura digital.