Entrar
Recursos digitais são o futuro da educação

Recursos digitais são o futuro da educação

29/10/2020 | Lays Emily

Atualmente, as instituições de ensino com forte presença no mundo digital se destacam e ganham cada vez mais espaço no mercado. Com a necessidade de implantação do home office e de aulas remotas, muitas universidades precisaram repensar seus modelos de atuação. Nesse sentido, a assinatura digital se tornou uma alternativa positiva. Saiba mais!  

Para a gerente da Assine Bem, Paula Sino, com a plataforma, processos de matrícula e a assinaturas dos contratos de estágio podem ser feito de forma completamente digital: “além de enviar os contratos para os estudantes, as escolas podem solicitar documentos importantes para o andamento de processos educacionais”, destaca.

Como funciona?

A gestora explica a dinâmica por trás do envio e recebimento de autenticações dos educandos. “Primeiramente, você precisará informar os primeiros dígitos do seu CPF, dessa forma, os seus dados já foram cadastrados pela empresa ou pessoa a qual te enviou para assinar”, comenta. 

Logo em seguida, surgem etapas de verificação por e-mail, com um código enviado. Será necessário também fazer uma selfie com o seu registro de identificação ao lado do rosto e, depois fotografar frente e verso do mesmo. Paula ressalta: “essas imagens não serão divulgadas para ninguém.” Quando todas as etapas estiverem concluídas, as partes envolvidas receberam um correio eletrônico avisando, juntamente com a cópia do documento. 

O futuro da educação

O uso de recursos digitais na educação transformou aulas e palestras ao redor do mundo e apesar do crescimento exponencial neste ano, não é uma tendência recente. Segundo dados do Mapa do Ensino Superior no Brasil 2020, divulgado pelo instituto do Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior de SP (Semesp),  as matrículas em EAD cresceram 16,9% entre 2017 e 2018. 

De acordo ainda com o Censo EAD.BR, realizado recentemente pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), os alunos nessa modalidade já correspondem a 26% do número total no Brasil. Para o cofundador e CEO da DreamShaper, João Borges, a grande maioria dos graduandos ainda está se acostumando a estudar em um ambiente on-line. 

Para o especialista, é importante incentivar e criar metodologias voltadas à motivação: “esse formato gera disciplina, fatores decisivos para quem estuda a distância. Aprendizados os quais os alunos levarão para a vida acadêmica e profissional”, diz. 

Sua instituição está preparada para o futuro da educação? Para isso é importante contar com recursos e ferramentas adequadas. Venha para a Assine Bem e comece agora a inovação. Aproveite e faça nosso teste gratuito, cadastre-se agora e ganhe 2 meses grátis