Entrar
 Um olho no cliente, outro no networking

Um olho no cliente, outro no networking

25/03/2021 | Giovanna Cavalli

Estamos vivendo uma situação atípica, a qual tem se intensificado no último mês. Logo, as diversas formas de tentar conter o vírus geraram grandes transformações, principalmente no consumo. Com isso, o relacionamento com o cliente também precisa mudar para a sobrevivência dos negócios!  

Atente-se à experiência do cliente

O ano de 2020 nos ensinou a valorizar quem está do nosso lado. Clientes e empresas parceiras, mesmo em meio à crise, fortaleceram seus laços para futuros trabalhos em conjunto. Para o criador da Optme, Marcelo Arone, essas conexões ainda abriram caminho para novos horizontes do mercado. “Afinal, quem nunca recebeu uma indicação de um bom cliente?”, lembra.

Por isso, em 2021, a frase de ordem é “um olho no cliente e outro no networking”. Ou seja, não dá para deixar de fazer contatos, de conquistar novas pessoas e novos prospects. “Todavia, se não valorizar a prata da casa, certamente perderá aliados e não estamos em um momento de desfazer ou afrouxar alianças”, alerta o executivo.

O atendimento ao consumidor, hoje é a maior venda. “Para soluções mais sofisticadas, produtos mais técnicos, uma indústria mais peculiar, por exemplo, o relacionamento é a melhor forma de retenção. Quando um prospect sabe de você por um comprador bem atendido, o mercado se abre”, enfatiza o especialista.

Muitos gestores e até pessoas físicas passaram a utilizar a assinatura digital, por exemplo. “Grande parte deles não fazia o uso dessa automação, então instruímos nosso time a explicar detalhadamente todas as funções e aplicações dentro da plataforma. Com isso, o preconceito com o modelo ficou no passado e, atualmente, o processo automatizado é um aliado para eles”, explica a gerente comercial da Assine Bem, Paula Sino.

Isso porque o formato manual desse procedimento ainda eleva o custo da operação e atrasa algumas etapas. “Além disso, acompanhar o recebimento do documento, assinatura e a devolução dele no formato físico é desgastante. A preocupação constante com o bom andamento dessa operação impacta diretamente na produtividade e vitalidade dos signatários”, analisa a gestora.

Inove!

Nesse sentido, o conselho de Arone é: “faça um diagnóstico da sua carteira, entenda de precisa se aproximar, para os quais você deve ser mais intuitivo na opção comercial e mais proativo. Depois, crie uma estratégia para retê-los. Esse ‘dever de casa’ vai proporcionar a evolução do seu negócio”, finaliza.

Portanto, o pensamento tático e a utilização da high tech são essenciais. “É necessário se atentar para satisfazer um indivíduo cada vez mais digital, exigente e preocupado com a qualidade de vida. Então, quanto mais cedo os gestores compreenderem essa situação, terão mais chances de se recuperarem e retomarem seus desempenhos no futuro”, analisa Paula.

Afinal, não há porque ter medo da inovação. “Ela aumenta a velocidade das transações, elimina etapas burocráticas, além de promover mais comodidade, segurança e sustentabilidade”, complementa a gerente.

Então, se deseja modernizar seu empreendimento, esteja atento aos desejos e necessidades do mercado. Conte com a Assine Bem para garantir a performance da sua companhia! Aproveite também e teste grátis a nossa plataforma de assinatura digital.